Utilizando culturas de células derivadas de câncer da próstata e de hiperplasia prostática benigna, cientistas do departamento de medicina experimental da Faculdade de Medicina da Universidade do Chile, determinaram, por imunohistoquímica, a presença dos receptores CB1 e CB2 que estavam ainda mais expressos em tumores mais localmente avançados, com alta pontuação de Gleason (pontuação dada a um câncer de próstata baseada em sua aparência microscópica) diretamente relacionada ao pior prognóstico. Posteriormente, foi avaliado o papel de agonistas canabinoides dos receptores CB1 que demonstraram inibição do crescimento de células em todas as diferentes culturas câncer de próstata. Este efeito foi demonstrado ser dependente da dose. A utilização de um bloqueador do receptor CB1 específico confirmou que este efeito foi produzido principalmente a partir da ativação do receptor de CB1. Desta forma, os endocanabinoides podem travar o crescimento das células por ativação de mecanismos apoptóticos [1].

O tratamento com canabinoides resultou em aumento na percentagem de células apoptóticas. Com base nestes resultados, os autores sugerem que os endocanabinoides podem ser uma opção vantajosa para o tratamento do câncer da próstata que se tornou sem resposta às terapias comuns. O 2 arachidonoylglycerol (2AG) já havia se mostrado como potente inibidor endógeno do crescimento das células do câncer de próstata [2].

Segundo estudo italiano publicado na British Journal of Pharmacology em 2013, o  Cannabidiol (CBD) inibiu significativamente a viabilidade celular tanto “in vitro” quanto “in vivo” induzindo a apoptose das células malignas [3].

Referências

  1. Orellana-Serradell O, Poblete CE, Sanchez C, et al. Proapoptotic effect of endocannabinoids in prostate cancer cells. Oncol Rep. 2015 Apr;33(4):1599-608. [PubMed]
  2. Nithipatikom K, Endsley M, Isbell M, et al: 2-Arachidonoylglycerol: a novel inhibitor of androgen-independent prostate cancer cell invasion. Cancer Res 15: 8826-8830, 2004 [PDF]
  3. De Petrocellis L, Ligresti A, Schiano Moriello A, et al. Non-THC cannabinoids inhibit prostate carcinoma growth in vitro and in vivo: pro-apoptotic effects and underlying mechanisms. Br J Pharmacol. 2013 Jan;168(1):79-102. [PDF]