Estudo espanhol, realizado no Instituto de Investigação Sanitária Puerta del Hierro em Madri e publicado em fevereiro de 2015, detectou o receptor CB2 em 50 (28,6%) amostras de tumores, à partir de 175 casos de pacientes portadores de câncer cólon / retal no estadio IV (com metástases). A super expressão dos receptores CB2 estive associada a um pior prognóstico, fato semelhante acontece no câncer de mama, pulmão e próstata (links aqui no texto). Em termos de sobrevida geral após 5 anos, estavam vivos 76,16% dos pacientes sem expressão de CB2 contra  41,94%  para pacientes com expressão de CB2, esta diferença foi estatisticamente significativa (p <0,001) [1].

Se por um lado, a expressão de CB2 é marcador de pior prognóstico, por outro, é um fator preditivo de resposta, pois sua ativação por agonistas canabinoides promove a redução tumoral, inibe o crescimento metastático e a neovascularização.

Referências

1.        Martínez-Martínez E, Gómez I, Martín P, et al. Cannabinoids receptor type 2, CB2, expression correlates with human colon cancer progression and predicts patient survival. Oncoscience. 2015 Feb 9;2(2):131-41. [PubMed]