É com satisfação que comunicamos a associação da AMA+ME à International Medical Cannabis Patients Coalition IMCPC com coordenação sediada em  Marseille, França. Esta entidade defende a regulamentação da cannabis medicinal no mundo e exerceu influência direta na Assembléia Geral da ONU sobre Drogas (UNGASS 2016) através da sua declaração de direitos, assinada em parceria pelas 40 associações de pacientes canábicos de 14 países diferentes.

IMCPC logo

A politica internacional em torno da cannabis medicinal precisa evoluir e, neste sentido, a IMCPC atua diretamente no Comitê de Especialistas da Organização Mundial de Saúde na Dependência de Drogas (EDCC / WHO) que se reune anualmente em Genebra na Suíça. A 38ª reunião do EDCC ocorrerá entre os dias 16 e 20 de novembro próximos. Nesta reunião, a cannabis medicinal deverá ser discutida, em regime de “pré revisão” que consiste no primeiro passo para que a cannabis, para uso médico, possa ser referendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com um tratamento válido e recomendável.

A AMA+ME é signatária do documento de solicitação da “pré revisão” da cannabis medicinal pelo EDCC na OMS e terá a oportunidade de informar à esse Comitê a atual situação da cannabis medicinal no Brasil além das ações que temos desenvolvido e articulado em prol dos nossos associados e, consequentemente, a favor de todos os brasileiros que buscam na cannabis alívio para suas doenças.